meandros

sexta-feira, março 24, 2006

resumindo,

Extraído do blog do Solda:

Perguntou o menininho:

— Paiê, o que é síntese?


Respondeu o pai:

— Síntese é a maneira de nos referirmos a um mesmo assunto, tema, fato ou matéria, de modo diferente do já conhecido ou enunciado, sob qualquer aspecto de comparação, seja ele de conteúdo ou de forma, eliminando-se informações, dados, detalhes, características etc, cujo valor ou importância permitam a omissão total e abrangente na nova descrição, sem que isso impeça o reconhecimento completo da referência que motivou esses cortes necessários, daí obtendo-se uma frase ou pequeno bloco de texto que, por sua especificidade deverá garantir a mesma interpretação outrora alcançada quando o tema primitivo apresentava-se por inteiro para exame, análise ou, simplesmente, leitura ou audição, isto é, por reconhecível semelhança em sua essência, dará a qualquer pessoa de mediana inteligência a oportunidade de avaliar integralmente o cerne da questão, sem nenhum prejuízo para a compreensão cognitiva, o que levará determinado sujeito a concluir dali todas as possibilidades de divagação e raciocínio inerentes à idéia principal agora expressa em poucos vocábulos, numa exposição subtraída de elementos supérfluos e que só tornam complicado o estudo sobre aquela afirmação primeira (objeto da redução praticada), sendo que, é óbvio, o sentido literal permanecerá mesmo que os termos desta feita utilizados para reprisar o pensamento não contenham, em si próprios, os fonemas e palavras idênticos aos antes aproveitados, resultando disso tudo uma sentença com sabor e som inteiramente novos, embora isso não traga dificuldade de espécie alguma para percebermos que a oração ficou mais curta, ganhando um tamanho notavelmente menor que a anterior, além de uma exatidão que afasta equívocos para quem a assimila, pois é evidente que os resumos são os grandes responsáveis pela melhoria na comunicação, significando economia de tempo e de paciência entre todos os seres humanos que têm o que dizer para os demais. Sinteticamente, é isso.