meandros

sábado, abril 22, 2006

soneto

Segundo a Wikipedia,

"O soneto é um poema que se estrutura formalmente em duas estrofes de quatro versos cada, os quartetos ou quadras, e duas estrofes de três versos cada, os tercetos. Os sonetos são poemas métricos, cuja elaboração exige que todos os versos tenham o mesmo número de sílabas poéticas e um padrão definido de rimas. As métricas mais conhecidas e apreciadas são o decassílabo (10 sílabas poéticas) e o Alexandrino ou dodecassílabo (12 sílabas poéticas), mas podem ser sonetos se contarem com mais ou menos sílabas. Quanto à rima, é classica a estrutura ABBA nas quadras, podendo os tercetos admitir variações de rimas emparelhadas, cruzadas e interpoladas."

Segundo Gregório de Matos,


Um Soneto começo em vosso gabo:
Contemos esta regra por primeira,
Já lá vão duas, e esta é a terceira,
Já este quartetinho está no cabo.

Na quinta torce agora a porca o rabo;
A sexta vai também desta maneira;
Na sétima entro já com grã canseira,
E saio dos quartetihos mutio brabo.

Agora nos tercetos que direi?
Direi que vós, Senhor, a mim me honrais
Gabondo-vos a vós, eu fico um rei.

Nesta vida um soneto já ditei;
Se desta agora escapo, nunca mais:
Louvado seja Deus, que eu o acabei.

Gregório de Matos