meandros

quarta-feira, maio 17, 2006

o psicanalista, o terrorista e o rabino

Lá vai um fragmento de uma fala de Moacyr Scilar em uma discussão (com Cristovão Tezza e José Castello) promovida pelo jornal literário Rascunho em sua edição 73:

Posso contar uma historinha? Havia um homem, muito angustiado, perseguido pela idéia paranóica de que tinha um terrorista embaixo da cama delo. Então encaminharam-no a um psicanalista. E ele ficou anos no psicanalista tentando descobir qual era a motivação remota daquela fantasia do terrorista escondido embaixo da cama. E um dia ele simplesmente deixou o tratamento. E aí o psicanalista, tempos depois, encontrou-o. O homem disse que estava bem e não mais precisava de tratamento. Mas ficou bom sozinho? Ele disse não, ficou bom porque consultou um rabino. E aí o psicanalista: "O que é que o rabino disse?". "Ele mandou serrar os pés da cama".

Não deixe prestigiar este importe jornal curitibano em sua versão impresa (distribuída gratuitamente por aí ou por assinatura) ou no site.