meandros

segunda-feira, junho 19, 2006

pontuando a vaidade acadêmica

Como em qualquer agrupamento humano, a Academia, a Universidade, o templo sagrado da pesquisa científica também está permeada por vaidade.

Não foram poucos os grupos de pesquisa em que já vi os membros brigarem entre si e, em alguns casos, o grupo até perigou acabar (e acabou acabando mesmo) por não entrarem em acordo com a ordem dos nomes no artigo a ser publicado.

O primeiro é sempre o mais importante, afinal o trabalho será conhecido por FULANO et. al. Ninguém quer ser et alli ou e colaboradores. Mas a briga ainda continua no segundo, terceiro e quarto lugares...

Da mesma forma como já vi pessoas que em pouco (ou em nada) contribuiram ganharem as primeiras posições na autoria dos trabalhos científicos. Todos conhecem as histórias de orientadores que nada orientaram e levam os louros. Ou mesmo de"homenagens prestadas" devido a interesses outros. A (má) política aqui também ocorre, como em todos os agrupamentos humanos.

Vaidade, vaidade. Tudo é vaidade.

Deveria haver critérios para a disputa por autoria em trabalhos científicos. A boa notícia é que eles existem e ajudam a eliminar uma boa dose de subjetividade no processode de escolha.

Os critérios que seguem abaixo foram apresentados na conferência “Autoria em trabalho científico” da Dr.ª Geraldina Porto Witter da UMC em 22/04/05 no VII Congresso Nacional de Psicologia Escolar e Educacional, realizado em Curitiba.

Estes critérios são aceitos internacionalmente.


Para alguém participar como autor é necessário ter no mínimo 7 pontos. Com menos de 7 pontos não há obrigatoriedade nenhuma em incluir o nome de alguém no trabalho.

A ordem dos autores no trabalho é definida pelo número de pontos. Quem tiver mais pontos, larga na frente.

Criar a idéia: 6 pontos

Estudar o método de trabalho: 6 pontos

Orientar e coordenar o trabalho: 5 pontos

Escrever o manuscrito: 5 pontos

Coordenar o grupo que realizou o trabalho: 4 pontos

Rever a literatura: 4 pontos

Apresentar sugestões importantes incorporadas ao trabalho: 4 pontos

Resolver problemas fundamentais ao trabalho: 4 pontos

Criar instrumentos para o trabalho: 3 pontos

Coletar dados: 3 pontos

Analisar os dados estatisticamente: 3 pontos

Orientar a redação do manuscrito: 3 pontos

Preparar apresentação para evento científico: 3 pontos

Apresentar trabalho em evento científico: 3 pontos

Gerenciar a apresentação do trabalho: 2 pontos

Conseguir participantes (sujeitos): 2 pontos

Conseguir verbas: 2 pontos

Apresentar sugestões menores incorporadas: 1 ponto

Trabalhar na rotina da pesquisa sem contribuição intelectual: 1 ponto

Participar mediante pagamento específico: 1 ponto



Sinto que isto ainda vai ser útil para alguém.


1 Comments:

  • ô se vai, Leandro!

    Excelente post. Interessante notar que a incompetência é diretamente proporcional às brigas e mesquinhez desse tipo de coisa que você citou.

    Penso que os pontos mínimos poderiam ser uns 10. Mas com esses 7 muita gente vai ficar chupando o dedo...

    abração,

    By Anonymous catatau, at 8:48 PM  

Postar um comentário

<< Home