meandros

quinta-feira, agosto 17, 2006

e e e ê... casa estrela, o o o ô... boi fubá

Você conhece seus vizinhos?

Folheando a Gazeta do Povo de ontem deparei-me com a foto de uma casa antiga. "Olha só, parece aquele casarão abandonado do lado de casa", foi meu pensamento automático. E era!

O casarão caindo aos pedaços, fui então descobrir, é a "Casa Estrela", construída nos anos trinta pelo perito contador Augusto Gonçalves de Castro em suas horas de folga. Em formato de estrela, a casa não tem nenhum ângulo reto, apenas encaixes artesanais e foi construída em quatro anos apenas com conhecimentos amadores, um lampião, um serrote de 20 cm feito em casa e um ajudante!


A casa possui um formato de estrela pois seu construtor era seguidor da Teosofia (um sistema místico e esotérico do séc. XIX que serviu para inspirar os sistemas místicos e esotéricos do séc. XX, que não serviram para nada) e entusiasta do Esperanto (língua artificial cuja finalidade principal parece ser reunir os praticantes do Esperanto). Como a estrela era um dos símbolos comuns, principalmente no Esperanto, foi adotada como ponto de partida para a construção da casa.

Curioso é que o nome da rua onde fica a casa é Zamenhof, o nome do criador do esperanto. E, provavelmente não por acaso, do outro lado da rua Zamenhof fica a loja Teosófica Paraná.

No Google Earth é possível perceber o telhado em forma de estrela, conforme consta na imagem e nas coordenadas 25°25'10.78"S 49°15'41.11"W.

O fato é que uma construção tão particular está de pé a quase 80 anos e nenhum arquiteto ou engenheiro hoje teria coragem de projetar algo semelhante.

A notícia da Gazeta, afirmava que, após todo uma novela para preservar este patrimônio (uma das 20 Unidades de Interesse de Preservação de Curitiba) que pode ser conferida aqui, aqui e aqui (com mais fotos da casa), finalmente havia sido acertada uma doação para PUC-PR e a casa seria transladada para o Prado Velho, peça por peça. Mas isto já havia sido combinado há muitos meses e nada era feito.

Pois bem, hoje a casa começou a ser desmontada e, conforme é possível conferir na foto, já está sem o telhado.

A vida é assim. Quando comecei a conhecer a vizinhança ela foi embora.

6 Comments:

  • interessante... bom, pelo menos no google earth o telhado deve estar lá...

    By Anonymous catatau, at 7:53 PM  

  • seu idiota. antes de dizer que os sistemas misticos e esotéricos não serviram para nada, vc deveria ao menos estuda-los. milhoes de pessoas no mundo deixam de viver uma vida idiota como a sua e passam a conhecer a sí mesmo e a realidades sutís graças ao ensinamento ocultista. continue vivendo sua vida adormecida.

    By Anonymous Anônimo, at 2:30 PM  

  • Infelizmente no mundo a imensa marioria das pessoas não sabem nem o que é o esoterismo e nem mesmo a Lindgua Internacional Esperanto, língua da cultura e da paz que o gênio Lázaro Luiz Zamenhof tão sabiamente iniciou a sua construção e que alguns milhões de pessoas a conhecem e a utilizam nos cinco continentes, representada naquela casa pela estrela de cinco pontas: 5 continentes. Que esta estraorninária contrução artitetõnica possa ser preservada em nome da cultura, do esoterismo e principalmente do Esperanto.

    By Anonymous Anônimo, at 9:27 PM  

  • A casa em forma de estrela deveria ser um patrimônio cultural e histórico não só do movimento esperantista mas, também, da cidade de Curitiba.
    Elma do Nascimento (VicMag)

    By Anonymous Elma do Nascimento, at 8:49 AM  

  • agora me diga "anônimo", para que os Sistemas místicos e esotéricos servem para alguma coisa? você tem provas concretas sobre o que está afirmando?

    By Anonymous Anônimo, at 9:52 AM  

  • é tudo uma questão de fé, não existem provas sobre isso.

    By Anonymous Anônimo, at 9:53 AM  

Postar um comentário

<< Home