meandros

quinta-feira, agosto 24, 2006

pró-crastinação

Atendendo a milhares de pedidos.


Adiamento

Depois de amanhã, sim, só depois de amanhã...
Levarei amanhã a pensar em depois de amanhã,
E assim será possível; mas hoje não...
Não, hoje nada; hoje não posso.
A persistência confusa da minha subjetividade objetiva,
O sono da minha vida real, intercalado,
O cansaço antecipado e infinito,
Um cansaço de mundos para apanhar um elétrico...
Esta espécie de alma...
Só depois de amanhã...
Hoje quero preparar-me,
Quero preparar-rne para pensar amanhã no dia seguinte...
Ele é que é decisivo.
Tenho já o plano traçado; mas não, hoje não traço planos...
Amanhã é o dia dos planos.
Amanhã sentar-me-ei à secretária para conquistar o rnundo;
Mas só conquistarei o mundo depois de amanhã...
Tenho vontade de chorar,
Tenho vontade de chorar muito de repente, de dentro...

Não, não queiram saber mais nada, é segredo, não digo.
Só depois de amanhã...
Quando era criança o circo de domingo divertia-rne toda a semana.
Hoje só me diverte o circo de domingo de toda a semana da minha infância...
Depois de amanhã serei outro,
A minha vida triunfar-se-á,
Todas as minhas qualidades reais de inteligente, lido e prático
Serão convocadas por um edital...
Mas por um edital de amanhã...
Hoje quero dormir, redigirei amanhã...
Por hoje, qual é o espetáculo que me repetiria a infância?
Mesmo para eu comprar os bilhetes amanhã,
Que depois de amanhã é que está bem o espetáculo...
Antes, não...
Depois de amanhã terei a pose pública que amanhã estudarei.
Depois de amanhã serei finalmente o que hoje não posso nunca ser.
Só depois de amanhã...
Tenho sono como o frio de um cão vadio.
Tenho muito sono.
Amanhã te direi as palavras, ou depois de amanhã...
Sim, talvez só depois de amanhã...

O porvir...
Sim, o porvir...

Álvaro de Campos

6 Comments:

  • como o Esperando os Bárbaros, de Constantine Cavafy/Kavafis...

    By Anonymous catatau, at 10:17 PM  

  • Algo sem temporalidade cronológica da ansiedade... mediocridade...

    By Anonymous Marcos César, at 10:57 PM  

  • O pior é que hoje estou me sentindo assim. Tudo para o depois de amanhã. E, para desespero do meu consciênte, aceito pacificamente que o depois de amanhã nunca chegará. Espero que minha consciência ativa se sobreponha logo a este estado de espírito hoje reinante e eu volte a viver o hoje. Abraços

    By Blogger Hera, at 10:05 AM  

  • Curiosidade:

    quem trouxe o termo procrastinação para o Brasil foi a Rachel Rodrigues Kerbauy, professora da USP. Ela traduziu direto do inglês e ficou assim... segundo ela um termo horrivel, se ela soubesse que o Fernando Pessoa já havia inventado o termo adiamento o teria usado.

    Realmente, muito mais poetico... ;)

    Ah, essa professora tem vários estudos sobre isso... mas outra hora vc ve... ahahahahahha

    beijos

    By Anonymous _Maga, at 12:58 AM  

  • Feliz dia do psicologo pra ti, Leandro!

    beijo

    By Blogger _Maga, at 2:27 AM  

  • Muito interessante, Marcela! Assim que essa fase de adimaneto passar com certeza vou dar uma olhada!

    Feliz dia do psicológo para vc tb!

    By Blogger Leandro, at 9:15 PM  

Postar um comentário

<< Home