meandros

quarta-feira, setembro 20, 2006

LOST e a caixa de Skinner [contém SPOILERS]

Foi divulgada promocionalmente uma cena que fará parte da 3ª temporada da série LOST, com início em 4 de outubro nos EUA. O curioso é que ela aprenta o Sawyer dentro de uma caixa de Skinner gigante! Veja por si só:



Não é a primeira vez que a série apresenta o Skinner. Em um dos vídeos de orientação era dito que uma das teorias em que os DeGroots se baseavam era exatamente as do "visionário" B. F. Skinner. Agora, se o que vai ser abordado são as velhas críticas (infundadas) ao behaviorismo ou uma posição mais coerente com suas obras não se sabe. Mas está parecendo que a é primeira alternativa.


O lado bom da história é que os comportamentalistas terão (mais uma vez) uma chance na grande mídia de se explicarem (como se tivessem feito alguma coisa errada!). Mas principalmente de expor a teoria de Skinner sem distorções.

Distorções que, aliás, já começaram. O excelente blog Lost in Lost apresenta um podcast comentando o vídeo e reunindo algumas das críticas do senso-comum ao behaviorismo, como a comparação com "Admirável Mundo Novo" e 1984. Aproveito a ocasição para rebatê-las:

1. Condicionamento operante não é (apenas) uma técnica experimental. Acontece o tempo todo, mesmo que não estejamos "sob controle" de algum experimentador. Assim toda vez que abrimos a torneira e econtramos água ou abrimos uma escotilha e encontramos mistérios, estamos exibindo um comportamento operante e sendo reforçados pelas conseqüências deste comportamento. A tendência é continuarmos a abrir a torneira e escotilhas.

2. A caixa de Skinner não é uma experiência. É um instrumento utilizado para vários experimentos. Sobre reforço, sobre punição, sobre extinção de comportamentos, etc. Repito que é uma maneira de produzir condicionamento em laboratório, mas nem todo condicionamento acontece lá dentro. Vários são naturais. Assim Skinner utilizou-se desta caixa para desenvolver várias de suas pesquisas, a caixa não é uma pesquisa em si.

3. Refoço negativo não é punição. No exemplo do "botão verde e botão vermelho" do podcast citado foi dito que quando pressionado o botão vermelho um choque é dado e isto seria um reforço negativo pois diminuiria a probabilidade da freqüência daquele comportamento. Na verdade isto seria uma punição, este é o termo correto. Reforço negativo é quando se retira algo "negativo" e isto aumenta a probabilidade do comportamento. Como tirar a pedra do sapato ou eliminar um "outro" com um cajado repleto de citações bíblicas.

4. O objetivo do Skinner não era a "padronização social". O "Admirável Mundo Novo" e 1984 apontam para isto, mas nunca foi o objetivo de Skinner. Ao contrário, Skinner queria uma sociedade melhor e para que isto possa acontecer é importante verificar a individualidade das pessoas e reforçá-las diferencialmente. Nada mais errôneo para Skinner do que tratar todo mundo da mesma forma, o importante é valorizar a individualidade de cada um. Conhecer o passado explica próprio de cada um mostra o comportamento próprio de cada e a maneira como este comportamento deverá ser trabalhado. É só lembrar dos flashbacks que esta noção fica clara.


Embora seja um erro comum e uma crítica infundada bastante disseminada, Skinner não queria uma sociedade totalitária ou controladora. Ele defendia que as pessoas fossem auto-governadas, ou seja, que tivessem autonomia para a melhoria de sua vida e da vida em sociedade.

Entretanto
, a série LOST parece estar fazendo estas velhas críticas ao comportamentalismo (ao que parece) sem, talvez, um embasamento adequado. Vamos esperar para ver.

Mais informações sobre Skinner e sua caixa:
http://www.ceticismoaberto.com/ciencia/dawkins_skinner.htm
http://www.ufrgs.br/faced/slomp/edu01135/skinner-sobre.htm


8 Comments:

  • Leandro,
    Tudo bem?
    Não quis dizer no podcast que Skinner era a favor da padronização social, e sim a Dharma Initiative. Disse que os ideais de Skinner parecem ter inspirado Alvar Hanso e companhia. ;)

    abraços,
    CA//

    By Anonymous Carlos Alexandre Monteiro, at 7:55 PM  

  • Tá desfeito o mal entendido, Carlos!

    By Blogger Leandro, at 8:20 PM  

  • Para tudo!!!!!!!!

    Você é behaviorista??? Ou é um psicologo muito bem informado????

    Bah, uma coisa de cada vez...

    bom, andei sumida sim... estava em um congresso em Brasilia semana passada (XV ABPMC - Associação Brasilieira de psicoterapia e medicina comportamental).

    Mas agora estou de volta (obrigada por passar no meu blog).

    Um abraço pra ti

    By Anonymous _Maga, at 10:52 AM  

  • Marcela,

    Não sou behaviorista. Apenas um... simpatizante.

    Behaviorista deve ser você que freqüenta a ABPMC! hehehe

    By Blogger Leandro, at 11:33 AM  

  • Para apenas um simpatizando vc anda muito bem informado!!! Parabéns seu resumo é uma ótima explicação para o senso comum!
    Ah, e eu sou uma behaviorita e estava também na ABPMC!!!!

    By Anonymous Bianca, at 2:43 PM  

  • Apareça sempre, Bianca. Behavioristas também são bem-vindos por aqui.

    By Blogger Leandro, at 10:09 PM  

  • Olá, muito legal seu blog! Interessante suas teorias sobre Lost... Visite meu blog tb: blogfwip.blogspot.com

    abs!

    By Blogger Felipe de Gouvêa, at 10:51 PM  

  • Nenhuma série tanto quanto eu gostei de sobras. Agora ele está levando The Leftlovers produtores, estou muito atento a esta nova série promete ser um sucesso neste 2015, em estrenod e sua segunda temporada.

    By Blogger Yadira Cervantes, at 9:25 PM  

Postar um comentário

<< Home