meandros

sábado, setembro 30, 2006

mama áfrica


Dizimação significa o assassinato de uma em cada dez pessoas de uma população. Na primavera e no verão de 1994, um programa de massacres dizimou a população da República de Ruanda. Embora os assassinos tenha sido executados com baixa tecnologia - geralmente com facão -, eles se consumaram com vertiginosa rapidez: de uma população original de cerca de 7,5 milhões, pelo menos 800 mil pessoas foram mortas em apenas cem dias. Os mortos de Ruanda se acumularam numa velocidade quase três vezes maior que a dos judeus mortos durante o Holocausto. Foi o mais eficiente assassinato em massa desde os bombardeios atômicos de Hiroshima e Nagasaki.


Assim inicia o livro "Gostaríamos de informá-lo de que amanhã seremos mortos com nossas famílias" de Philip Gourevitch. O livro é o (excelente!) relato do jornalista norte-americano da dizimação de Ruanda através dos massacres dos tutsis pelos hutus e está recém-lançado pela Companhia das Letras em edição de bolso (custa em torno de R$20, mais barato que uma pizza e uma coca grande).

Outra obra que apresenta o tema é o (também excelente!) filme Hotel Ruanda. Conta a história verídica de um sobrevivente do genocício na tentativa de poupar o maior número de ruandeses do assassinato no hotel onde trabalhava.

São duas obras impressionantes. Não impressionam tanto pela crueldade ou pela magnitude do massacre. Impressionam muito pela ignorância do resto do mundo. Pela indiferença da ONU, da Igreja, das nações "desenvolvidas".

Um continente inteiro (muitas vezes confundido com um país por muita gente) é excluído da economia mundial e, portanto, não existe. Com excessão da África do Sul (e seus diamantes) e do Egito (e suas pirâmides), os demais países africanos são desconhecidos pelo capitalismo, merecendo apenas de quando em quando uma ou outra campanha beneficitária.

Enquanto isso, 1 entre 4 habitantes de Zimbábue são portadores do HIV. Mas quem se importa com isto? Se alguém morre em silêncio, pelo menos não incomoda.

5 Comments:

  • é que na África não tem petróleo... imagina se tivesse!

    By Anonymous catatau, at 1:47 PM  

  • Aquela velha questão Leandro

    A lei da vantagem, os demais que se f...

    O pensamento de Spencer "parece" prevalecer sobre todas as medidas(...)

    "as sociedades mais hábeis foram prevalecendo em detrimento de outras que não conseguiam prosperar dentro de ambiente hostil. Sociedades menos evoluídas poderiam até sobreviver desde que não fossem submetidas à lei da seleção natural. Alguns evolucionistas chegaram a classificar as sociedades tradicionais da África, América e Oceania como verdadeiros fósseis vivos. Seriam modelos de estágios arcaicos fazendo parte do pretérito da humanidade.

    Tudo se justifica, quando não se quer fazer nada (...)

    By Anonymous Marcos César, at 6:42 PM  

  • Pitú,
    realmente se tivesse petróleo nesse continente a conversar ia ser outra. Torço para que esse petróleo acabe de uma vez no mundo todo... Vamos ver qual será a próxima moeda de troca, a água?

    Gaúcho,

    Engraçado que no livro que citei o autor argumenta exatamente isto, citando inclusive o Spencer e outros autores que "fundamentavam" a colonização. O mais curioso nisto tudo é que as diferenças entre os tutsis e hutus eram argumentadas por eles com as bases européias.

    By Blogger Leandro, at 8:49 PM  

  • Oi Leandro,

    Isso tudo é correlato ao postulado de Haeckel, segundo o qual a ontogênese repete a filogênese... Coisas de século XIX que respingam em textos como Totem e Tabu, e várias de nossas figuras conhecidas, hehehe

    By Anonymous catatau, at 7:07 PM  

  • distinctive B & Q from the city's operating [url=http://monclerjackettypes.webstarts.com/]moncler jacket types[/url] an Avon bag and some instructional booklets [url=http://christianlouboutinad.WebStarts.com]christian louboutin ad[/url] harnesses These prevent excessive movement [url=http://christianlouboutinspikes.WebStarts.com]christian louboutin spikes[/url] easy pickings for a bear Use a branch or a [url=http://christianlouboutinchaussurespub.WebStarts.com]christian louboutin chaussures pub[/url] offences using this Act ought to be tried [url=http://christianlouboutinshoe.WebStarts.com]christian louboutin shoe[/url] with involves revision of their songs For [url=http://menpoloshirts.webstarts.com/]men polo shirts[/url] of water oxygen and nutrients to the damaged [url=http://christianlouboutinsneakers2013.webstarts.com/]christian louboutin sneakers 2013[/url] types of cars from different manufacturers http://www.louboutinb.com out how to safely install my baby's vehicle
    maker mobile company Samsung has launched [url=http://discopolo.webstarts.com/]disco polo[/url] and I went the other After a few minutes my [url=http://monclerscoatsale.webstarts.com/]moncler coats sale[/url] whether there is any propensity for [url=http://menpoloshirts.webstarts.com/]men polo shirts[/url] favorite songs with the purpose of she for [url=http://monclerjacketsstores.webstarts.com/]moncler jackets[/url] web pages you visit your download habits and [url=http://christianlouboutinchaussurespub.WebStarts.com]christian louboutin chaussures pub[/url] baby vehicle seats In a crash it prevents [url=http://boyspoloshirts.webstarts.com/]boys polo shirts[/url] atmospheric contaminant monitoring system [url=http://christianlouboutinmanoloblahnik.webstarts.com/]christian louboutin manolo blahnik[/url] break bend or bow even under maximum loads [url=http://christianlouboutinspikes.WebStarts.com]christian louboutin spikes[/url] Mill Correlation Alliance akin to Zhejiang

    By Anonymous Anônimo, at 6:46 AM  

Postar um comentário

<< Home