meandros

segunda-feira, setembro 18, 2006

ítica na polética ou ética na política


Menos de duas semanas para as eleições. E as coisas nem esquentaram. E nem vão esquentar.


No Brasil tudo indica que vair dar Lula no primeiro turno. E no Paraná, Requião no primeiro turno também.

O que é ruim. Por mais que eu possa votar nestes canditados em um imaginável segundo turno, ganhar a corrida assim no começo (ou no meio) não é bom bom nem para o país e nem para o estado. Por duas razões.

A primeira é que gera menos discussão. E menos discusão significa projetos mais rasos. A segunda é que o vencedor se sente mais totalitário. Afinal, a maioria do povo está o apoiando. E isto é muito perigoso, principalmente para o Lula e para o Requião.

Votar em outros canditados neste primeiro turno parece mais sensato. Para presidente, a Heloísa Helena surge como opção para mandar um recado para o atual presidente sobre como era o PT "das antigas".

Mas o problema da Helô são suas companhias. E não é só pelo "diga-me com que andas...". É que os que estão no entorno costuma governar mais do que nome que ganhou. Se antigamente os vices é que acabavam governando no lugar (vide Sarney, vide Itamar), hoje são os companheiros das coligações que chamam a atenção (vide o papel do PL em todos os escândalos).

Além do PSOL, claro, formam a frente de esquerda o PCB e o PSTU. O partidão, coitado, é uma peça de museu que já teve importância. Hoje é um balaio de gato. O problema é o PSTU. São radicais de mais. De tanto serem críticos, tornam-se cricas. E sabem o que é melhor para o povo, melhor do que o próprio povo. São boa parte dos militantes do Movimento Estudantil que, de tão envolvidos, não estudam. E jubilam o curso universitário...

O meu medo é (agora estou parecendo a Regina Duarte na campanha de 2002) que a Heloísa Helena ganhe e o Ministério da Educação vá para alguém do PSTU! Já pensou? Pronto, aí mais ninguém estudará, pois estará ocupada frequentando assembléias de estudantes.

4 Comments:

  • sei não, acho que o fato do César Benjamin ser vice dela é um bom - aliás, um excelente - sinal. Gente dos discursos estereotipados, existe sempre, de todo lado (basta ver certos leitores da Veja). Agora, até o Franklin Martins já elogiou o fato de HH ter "estudado" muito questões econômicas para governar o Brasil...

    Mas não sei, estou ainda na dúvida em quem votar...

    By Anonymous catatau, at 12:13 AM  

  • Mas querido amigo Leandro tem algo bom nisso tudo! Só irei trabalhar dia 31 (rsrsrsrs)!

    By Anonymous fran, at 6:42 PM  

  • A Frente de Esquerda vai governar com a participação do povo em conselhos populares que serão criados. O Brasil é de todo povo. Se a esquerda quisesse governar por "personalidades", poderia deixar o poder nas mãos do Lula e Requião. Quanto ao radicalismo, pode haver maior insanidade que o governo Lula entregar literalmente toneladas de dólares aos agiotas estrangeiros e deixar o povo viver nesta deplorável condição. E Lula não está só. Requião também odeia o povo pobre.

    By Anonymous Valdir Antônio, at 6:21 PM  

  • Mas Frã, é muito legal ser mesário!

    Você revê um monte de gente, fica conhecendo com profundidade a vida dos outros mesários, ganha um lanchinho e fica marcado pelo resto da vida com o som do botão confirma o tempo todo no seu ouvido...

    Heheh ninguém merece!

    By Blogger Leandro, at 12:15 PM  

Postar um comentário

<< Home